Gerais

30/03/2021 FSFX e Usiminas realizam campanha de agradecimento e reconhecimento aos profissionais da saúde que estão no combate à Covid-19

O país vive o pior momento da pandemia, a maior crise sanitária dos últimos tempos: profissionais da linha de frente exaustos, hospitais sem leitos, pessoas adoecendo e morrendo todos os dias, um colapso interminável. Diante deste cenário, a Fundação São Francisco Xavier e a Usiminas iniciaram uma campanha de conscientização, reconhecimento e agradecimento aos colaboradores e profissionais de saúde que estão diariamente no combate à Covid-19.

Com o mote: Não desistam! Isso vai passar, a campanha contemplou todas as unidades administradas pela Fundação São Francisco Xavier: Hospital Márcio Cunha – unidades I e II, em Ipatinga-MG; Hospital e Maternidade Vital Brazil, em Timóteo-MG; Hospital Municipal Carlos Chagas, em Itabira-MG; e Hospital de Cubatão, litoral de São Paulo.

Além de ser divulgada nos canais e áreas internas das instituições hospitalares da Fundação, a campanha conta com banners gigantes de agradecimento nas áreas externas das unidades e a publicação de uma carta aberta à população e aos colaboradores. A ação também contempla spot de rádio, outdoors e um vídeo com orientações de conscientização à população e agradecimento aos profissionais da linha de frente e equipes de apoio.

A Fundação São Francisco Xavier conta hoje com mais de 6.500 colaboradores em todas as unidades, que atuam em benefício de milhares de pessoas e motivar e agradecer a todos é muito importante neste momento, explica o superintendente do Hospital Márcio Cunha Bruno Nunes Ribeiro. “Entramos nessa batalha achando que iria durar semanas, meses e já se passou mais de um ano. Para cumprir o nosso compromisso com a saúde, adequamos espaços, criamos leitos, contratamos profissionais, seguimos todos os protocolos de segurança. A Covid-19 é uma doença que não mexe só com o corpo, mas com o espírito e a mente de todos. Estamos enfrentando batalhas, com o único intuito de vencer uma guerra. Sabemos que o vírus não escolhe idade, grupos de risco, nem nunca optou por raça ou classe social. Por isso, respeitem os protocolos de segurança, e aos que puderem, fiquem em casa. Mais uma vez, registramos o reconhecimento a todos os envolvidos no combate à Covid-19 e aos nossos profissionais da linha de frente, que são batalhadores e guerreiros”, destacou o superintendente.

© 2021 Última Notícia . By Mediaplus