Polícia

27/11/2019 Homem mata a mulher e joga o filho com paralisia cerebral no mato

A Polícia Civil concluiu, nessa terça-feira (26), o inquérito contra o homem suspeito de matar Fiama Antônia de Freitas Machado, de 25 anos, e o filho do casal, David Lucca Silva Machado, de 1 ano e 9 meses, portador de paralisia cerebral.

As vítimas estavam desaparecidas desde 9 de setembro deste ano. De acordo com a Polícia Civil, Aislan Souza e Silva, de 29 anos, foi preso preventivamente na última sexta-feira por ocultação de cadáver.

“A ocultação de cadáver é um crime permanente. Não importa quando tenha ocorrido a ocultação, a situação de flagrante é contínua, com ofensa jurídica constante, só interrompida pela localização do cadáver,” explicou a delegada Maria Alice Faria, chefe da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida.

Desaparecimento
Em 9 de setembro de 2019, Fiama teria pegado carona com Aislan em Tombos, na Zona da Mata, com destino a Belo Horizonte. O filho David Lucca teria uma consulta médica na capital.

Durante as investigações, o pai da criança prestou depoimento e, segundo a Polícia Civil, confessou ter matado a mulher. Aislan teria dito ainda, que no mesmo dia em que matou Fiama, ele jogou a criança em uma mata próxima às margens do quilômetro 584 da BR-040. De acordo com a polícia ainda não há como afirmar se a criança foi jogada na mata viva ou morta. 

No dia seguinte ao desaparecimento, os restos mortais da mulher foram encontrados carbonizados em Itabira, Região Central do estado.

(Informações EM)

© 2015 Tv Última Notícia . By Mediaplus