Política

10/10/2018 Bolsonaro não participará de pelo menos 4 debates já programados

O médico que operou o candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro, Antônio Luiz de Macedo, afirmou na manhã desta quarta-feira (10), ao Broadcast Político que decidiu vetar a participação do presidenciável no debate da TV Bandeirantes por entender que Bolsonaro continua muito fraco. De acordo com ele, há uma preocupação da equipe médica de que ele possa ter queda de pressão, momentos de fraqueza e mesmo sentir-se mal ao participar de um debate.

"Achamos que não seria recomendável que ele participasse de situações de estresse, em que tivesse quer ficar sentado muito tempo e falar alto", afirmou Macedo, pouco antes de embarcar no aeroporto Santos Dumont em direção a São Paulo, após examinar Bolsonaro em sua casa.

Com a decisão dos médicos Bolsonaro vai deixar de participar de, ao menos, quatro debates presidenciais contra seu adversário, Fernando Haddad (PT), que estavam programados para ocorrer entre esta e a próxima semana.

De acordo com o médico que operou Bolsonaro em São Paulo no dia 12 de setembro, o candidato do PSL segue fraco e precisa fazer uma reposição de proteínas. "Ele perdeu 15 quilos, não era um homem obeso, foi perda de massa muscular, ele precisa repor", disse ele.

Segundo Antônio Macedo, ele e o médico Leandro Echenique, que também acompanha o candidato do PSL, já chegaram à casa de Bolsonaro na manhã desta quarta-feira com um pacote de suplementos alimentares. "Ele também vai se alimentar com preparados especiais para repor as proteínas."

Na próxima quinta-feira, 18 de outubro, a equipe médica volta a se reunir com o Jair Bolsonaro para uma nova avaliação médica. De acordo com Antônio Macedo, a depender da situação médica do candidato, os exames podem ocorrer em São Paulo. "Mas se for o caso nós viremos ao Rio para visitá-lo", disse ele.

Mais cedo, em frente à casa de Bolsonaro, Macedo afirmou que após o dia 18 o candidato estaria liberado para retomar suas atividades de campanha normalmente, inclusive podendo participar de debates nas redes de televisão.

Os médicos do Hospital Albert Einstein liberaram Jair Bolsonaro a continuar participando de transmissões ao vivo por meio da internet e concedendo entrevistas, como ele tem feito desde que retornou à sua casa, uma semana antes da votação no primeiro turno. "Em casa, tranquilo, não há problema. Nossa maior preocupação é o estresse."

© 2015 Tv Última Notícia . By Mediaplus