Polícia

08/10/2017 Mulher é assassinada dentro de viatura pelo ex-marido

Uma mulher de 30 anos que ia seguia para uma delegacia dar queixa contra o ex-marido, acabou morta por ele dentro de uma viatura da Polícia Militar, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, na tarde deste sábado (7). De acordo com a Polícia Militar, Laís Andrade Fonseca, de 30 anos, acionou a viatura dizendo que o marido instalou uma câmera na casa para vigiar ela e seu filho, de 8 anos.

Laís, descobriu o equipamento enquanto tomava banho e viu que a câmera estava conectada a um computador em cima da laje da residência, no distrito de Pavão, na mesma região. A câmera estava gravando tudo que ela e a criança faziam no banheiro em tempo real. Os militares prenderam o suspeito, um balconista de 34 anos, que confirmou ter instalado o equipamento e disse que fez isso por ciúmes da mulher e para ver se ela estava com outra pessoa.

A vítima disse que acionou os militares porque ficou com medo de que o homem divulgasse as imagens.

O computador e a câmera foram apreendidos. Laís chegou a desistir de ir até a delegacia registrar a ocorrência, no entanto, os militares foram orientados pelo delegado a conduzir a vítima e o suspeito para a delegacia, já que o crime envolve imagens da criança e o material precisava ser periciado. Laís resolveu dar seguimento na queixa e os dois seguiram para a Delegacia de Polícia Civil de Teófilo Otoni, a 96 quilômetros de Pavão.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, os militares levavam o casal no banco de trás juntos. O suspeito não estava algemado, por não ter passagens pela polícia anteriormente e por não ter demonstrado comportamento agressivo. Os militares disseram que fizeram busca pessoal nele e não havia nenhuma arma e por isso o mantiveram ele no banco de trás, junto a vítima e sem algema. A vítima e suspeito dormiram a maior parte da viagem.

Ainda de acordo com a polícia, na avenida Alfredo Sá, no bairro São Cristóvão, a viatura passava por um posto de gasolina quando o homem pegou uma faca e esfaqueou a vítima no pescoço.A polícia não explicou como ele conseguiu pegar o objeto. Depois ele ainda deu duas facadas nele mesmo e pulou da viatura em movimento, tendo escoriações. O suspeito tentou fugir, mas foi preso.

Laís foi socorrida até um posto do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), onde o médico constatou que ela já estava morta. O homem foi levado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade onde foi atendido com escolta policial e depois ele foi preso em flagrante. A Polícia Civil vai investigar o caso. 

© 2015 Tv Última Notícia . By Mediaplus