Opinião

06/08/2017 Pode até faltar conhecimento, mas não deixe faltar coragem!

Katsu Kaishu (1823-1899), oficial naval e estadista que é considerado o “pai” da moderna Marinha Imperial japonesa, costumava dizer que quando nos falta sabedoria, a solução é ter coragem. Quando você fica sem ideias, somente resta agir com coragem. Às vezes, o planejador muito habilidoso se afoga no próprio plano.

Pessoas com muito conhecimento passam a depender disso e acabam derrotadas pelas próprias limitações. Depois que tivermos feito o possível para encontrar a sabedoria, a única coisa que nos resta é depender de nossa força física e mental. A sabedoria pode nos dar centenas, às vezes milhares de vezes mais poder do que a força física. No entanto, quando a sabedoria não se faz presente, temos de aceitar este fato e usar a coragem.

Todos nós somos forçados a tomar decisões de alto risco ao participar de relacionamentos humanos, ao fazer investimentos nos negócios, desenvolver novas estratégias ou iniciar projetos. Depois de refletirmos muito e, ainda assim, não conseguirmos chegar a uma conclusão, não podemos ficar estagnados. Mesmo que nossa decisão se mostre errada, precisamos nos decidir, sobretudo se ocuparmos um alto cargo executivo.

No final das contas, é preciso encarar as decisões com verdadeira determinação. Se não fizermos nada ou ficarmos adiando a decisão, nunca saberemos se estávamos certos ou errados. Ter coragem é uma das maneiras de nos tornarmos vencedores.

*As reflexões desta coluna são extraídas de “As Leis da Invencibilidade”, do autor e líder espiritual japonês Ryuho Okawa (IRH Press do Brasil). Seus mais de 2.200 livros publicados, traduzidos para 28 idiomas, já venderam mais de 100 milhões de exemplares no mundo todo.

© 2015 Tv Última Notícia . By Mediaplus